Carteira recomendada

Indústria Têxtil Pettenati

Histórico da Pettenati

A Pettenati iniciou suas atividades em 04 de maio de 1964, como uma sociedade limitada. A produção foi aumentando com a compra de máquinas modernas e, dentre outros objetivos, a empresa buscou a verticalização e a conquista de mercados externos. 

A década de 80 foi especialmente produtiva para a Pettenati, sendo 1981 um ano marcante para a empresa, com seu  IPO na antiga Bolsa de Valores de Porto Alegre. Além disso, também abriu escritórios no Rio de Janeiro, focado no mercado interno, e Nova Iorque (EUA), para atender demandas da América do Norte, Europa e Oceania. 

Entre 1983 e 1986, a companhia inaugurou sua quarta fábrica, capaz de produzir fios especiais e executar tecelagem de panos crus. Na mesma época, a quinta fábrica também foi inaugurada, tendo como foco o tingimento e a produção de tecidos.

Já em 1990, a Pettenati abriu dois atacados de tecidos, em Porto Alegre/RS e Blumenau /SC, mas ambos acabaram sendo fechados pela empresa posteriormente. 

Em 2008, a companhia obteve o certificado de qualidade ISO 9001 2000, elevando seu reconhecimento e projeção. Com o objetivo de alavancar negócios e aproveitar acordos internacionais vigentes, criou uma subsidiária em El Salvador, que opera na produção e acabamento de tecidos. 

A Pettenati é listada no segmento Tradicional da B3, mas seu Estatuto Social fornece tag along de 80% às ações preferenciais. 

O grupo Gladium é o controlador da companhia, detendo 97,59% das ações ordinárias. Em janeiro de 2019, todo capital social da Gladium foi cedido por Otávio Ricardo Pettenati para seus filhos, Otávio Ricardo Pettenati, Carla Francisca Pettenati, Fernanda Maria Pettenati e Roberta Daniela Pettenati.

Os executivos não recebem remuneração variável. No entanto, os cargos de diretoria mais relevantes são ocupados por membros da família Pettenati, que têm o controle da companhia através da Gladium. Logo, é razoável assumir que há certo alinhamento de interesses, mesmo sem plano de opções. Não vemos nenhuma transação relevante entre partes relacionadas. 

Existe apenas um mútuo com a família controladora, mas remunerado a 100% Selic e financeiramente não material. Acreditamos que estes recursos são para o capital de giro e, portanto, a taxa é mais vantajosa do que junto ao mercado.

O Estatuto Social assegura um dividendo mínimo de R$ 0,16 para as ações PN, uma garantia interessante de que o acionista sempre receberá proventos quando a companhia obtiver lucro no exercício fiscal. Mas, no longo prazo, o valor em termos reais tende a zero, pois o capital social não é mais corrigido pela inflação. 

Nos últimos anos, a companhia tem distribuído entre 20 e 40% do lucro sob a forma de dividendos. A gestão é bastante conservadora e, por isso, opera com reservas robustas de caixa. O exercício fiscal da Pettenati encerra em junho, ao contrário da maioria das empresas da bolsa. 

Modelo de Negócios  e Vantagens Competitiva

A Pettenati fabrica e comercializa tecidos acabados em ponto de malha para o varejo de vestuário em geral. A principal matéria-prima é a fibra bruta, em geral adquirida de fornecedores nacionais e de vários tipos, como algodão, viscose, poliéster, entre outras. O tecido acabado também pode contar com malharia circular, ser tinto ou estampado. 

Outros insumos importantes para a produção são os químicos (estabilizantes, fixadores e amaciantes) e corantes. A depreciação é uma despesa importante nesse tipo de negócio, uma vez que os teares precisam de manutenção e se tornam obsoletos com o tempo. 

Por serem commodities, as fibras são cotadas em US$. Em certa medida, a Pettenati possui hedge natural, pois os tecidos exportados também são cotados em US$. 

Atualmente, a companhia dispõe de duas unidades fabris, uma em Caxias do Sul/RS, e outra na América Central, em El Salvador. A subsidiária salvadorenha fabrica e faz o acabamento de tecidos em ponto de malha. A Pettenati detém 98% das ações ordinárias e 70,2% do capital social total desta operação. 

Em menor escala, a companhia também produz confecção para marcas internacionais. A receita é pulverizada em mais de 1.500 clientes, tanto no Brasil quanto no exterior. No último exercício, 68% da receita foi gerada através da exportação. 

A companhia não faz a abertura de sua receita por países. Mas, com base em nossas estimativas, 46% da receita foi gerada nos EUA, 32% no Brasil e o restante na Europa majoritariamente. Então, trata-se de um perfil de receitas equilibrado. 

As vendas para o mercado norte-americano são feitas de forma indireta, através dos clientes da América Central, que adquirem os tecidos da subsidiária em El Salvador. Não existem estatísticas formais que possam auferir o market share da Pettenati, mas é um setor altamente fragmentado.

Os principais concorrentes no mercado da Pettenati interno são:

as pequenas tecelagens e, no mercado externo, os produtores da Ásia. Contra os asiáticos, a briga é por preço, já que a mão de obra nestes países é muito baixa. Em contrapartida, os produtos são de qualidade inferior. Suas malhas e tecidos são reconhecidos por possuir ótima elasticidade. Suas marcas e grifes têm público-alvo de alta renda, com menor elasticidade de demanda do que classes mais sensíveis ao preço durante crises. 

O cliente pode comprar os tecidos oferecidos pela companhia ou encomendar estampas personalizadas que contam com a ajuda de um estilista responsável. As leggings da companhia são conhecidas por ocultar ‘imperfeições’ e, por isso, tornaram-se populares. 

A empresa aparenta fornecer boas condições para seus funcionários. Segundo as avaliações no site Glassdoor, 83% dos colaboradores recomendariam a empresa a um amigo. Ou seja, parecem satisfeitos. 

Sabemos que, cada vez mais, os consumidores se preocupam em não adquirir produtos com mão de obra de origem escrava e a Pettenati tem a reputação ilibada neste quesito. 

Grandes varejistas entendem a importância disso, pois uma vez que ocorra algum escândalo, é muito difícil recuperar sua reputação. Iniciativas como o aplicativo Moda Livre, que tem um sistema de pontuação e ranking para empresas que combatem o trabalho escravo, são produtos da crescente conscientização do consumidor brasileiro. 

Riachuelo (GUAR3), Lojas Renner (LREN3) e C&A (CEAB3) são exemplos de redes varejistas relevantes que se preocupam bastante com a procedência dos produtos de seus fornecedores, e ocupam a 2a e 3a posição no aplicativo, respectivamente.

Acreditamos que esta pressão dos consumidores em adquirirem produtos fabricados sem violação aos direitos humanos e ambientais é ainda mais forte nos países desenvolvidos, especialmente na Europa. 

Em relação à distribuição, a entrega dos produtos da Pettenati é 100% terceirizada por transportadoras rodoviárias. A regularidade no fornecimento é um diferencial importante. Tecidos importados podem ficar embaraçados nos portos e as coleções mudam pelo menos duas vezes (inverno/verão e outono/inverno), com mais frequência para as grandes redes de moda. 

Resultados

A companhia vem tendo um bom desempenho de receitas nos últimos anos e margens crescentes, apesar da recessão brasileira e da redução do crescimento da economia mundial, especialmente Europa. 

É importante lembrar também que uma roupa de grife e uma roupa comum, muitas vezes, só se diferenciam na marca, mas o tecido é o mesmo. Então, mesmo que a demanda mude para peças de menor valor, para a Pettenati o resultado tende a se manter. 

Outro fator que ajuda a amenizar a queda de receitas durante a crise é a valorização do câmbio, pois a maior parte da receita da companhia é gerada no mercado externo. As exportações também ajudam a formar um hedge “natural’, pois os custos de matéria-prima são afetados pelo US$, ainda que indiretamente.

A companhia apresentou prejuízo em apenas dois anos na última década. Ainda que inconstante, o lucro tem crescido. A rentabilidade tem se mantido entre 10% e 15%, o que não é tão ruim se levarmos em conta a Selic em queda. O LPA (Lucro por Ação) apresentou um CAGR de 7,8% desde 2008. Não é um desempenho espetacular, mas se considerarmos o período desde 2013, o crescimento foi maior. 

Abaixo, podemos ver o Volume da Controladora, ou seja, a operação brasileira basicamente, que representa cerca de 1⁄3 da Receita Líquida. A companhia não divulga os volumes da operação da América Central. 

Endividamentos

A companhia possui endividamento saudável, trazendo conforto ao acionista. A Dívida Líquida representa 50% do EBITDA do último exercício. Então, para fins práticos, a companhia opera sem dívidas. 

Riscos

 Concorrência: a Pettenati atua em um setor de margens baixas e altamente competitivo, estando exposta à forte concorrência asiática, onde os tecidos são fabricados com mão de obra barata, sem contar os vários pequenos competidores locais nos países onde atua.

Dependência da economia americana: a receita da companhia é altamente dependente do mercado norte-americano e uma retração econômica mais severa nos EUA pode atrapalhar seu resultado consolidado. 

Pouca transparência: por se tratar de uma micro cap, existem pouquíssimas informações disponíveis ao investidor. Assim, é difícil saber o que acontece dentro da empresa. O Diretor-Presidente acumula o cargo de Diretor de Relações com investidores, e é de se esperar que a operação seja sua prioridade.

Os Fatos Relevantes e Comunicados ao Mercado são escassos, com poucos dados além das informações financeiras obrigatórias.

Fim da zona franca: caso a zona franca em que opera perca seu status ou os EUA decidam pelo fim do tratado de livre comércio CAFTA (Central America Free Trade Agreement), o que não é algo impossível, uma vez que Donald Trump já cancelou o Trans-Pacific Partnership Agreement que havia sido assinado em 2016, a empresa pode enfrentar dificuldades. 

Os negócios internacionais da companhia, especialmente a controlada da República de El Salvador, dependem basicamente do comércio de produtos cujo consumidor final está nos EUA. A operação é localizada em uma zona franca que faz parte do acordo de livre comércio do CAFTA. 

Perspectivas

A companhia produz malhas e tecidos. Portanto, seus custos estão atrelados ao US$, o que afeta negativamente a operação no mercado interno em um cenário de valorização cambial, uma vez que está difícil repassar preços em uma economia frágil. 

Para a exportação, nosso câmbio desvalorizado traz competitividade à Pettenati e a operação na América Central é beneficiada. A crise na Argentina tem impactado as exportações, mas o câmbio tem sobreposto os efeitos negativos.

As vendas no mercado interno diminuíram 6,6% no último exercício, mas a queda trimestral mais recente foi de 5,6%. Não acreditamos que vá ocorrer uma reversão significativa nos próximos 12 meses. Mas, os dados do varejo indicam melhoria e as perspectivas para o crescimento da economia têm sido revisadas positivamente. 

Valuation

A companhia negocia a um P/L (Preço sobre Lucro) de 13 e a um PVP (Preço sobre Valor Patrimonial) de 1,33. Pouco do seu ativo é constituído por intangível, então quando pagamos pela ação, recebemos em troca muito do imobilizado da empresa (seus imóveis, maquinário, computadores, etc). 

Acreditamos que este lucro tende a crescer pela recuperação da demanda doméstica e a consequente alavancagem dos custos fixos, que também vêm diminuindo. A operação em El Salvador tem apresentado resultados muito bons, com crescimento da receita líquida de 37% e 24% do lucro no último exercício.

O câmbio não explica toda essa valorização, de onde entendemos que a companhia tem tido um bom desempenho operacional no mercado. 

As economias americana e europeia são dois vetores muito importantes de resultados. Mesmo com todas as previsões negativas destas economias para os próximos anos, os produtos da Pettenati têm conseguido penetrar nestes mercados. 

A Pettenati é um negócio com boa rentabilidade, apesar de nada excepcional, e muito sólido financeiramente. Seu produto tem boa qualidade e ótima aceitação no mercado em que atua. A produção é sustentável e o fornecimento, regular.

Apesar de não ser novidade, a competição asiática é a maior ameaça, mas a companhia prosperou apesar disso. O cenário externo segue sendo desafiador, mas a empresa tem conseguido se adaptar às necessidades dos seus consumidores.

Por mais que as projeções de crescimento para os mercados desenvolvidos não sejam muito boas, o desempenho das empresas não precisa seguir o mesmo caminho. Mesmo na crise, as companhias se reinventam para aproveitar as oportunidades que vão surgindo. 

E, mesmo com alguma queda de volume, o câmbio tem um efeito compensatório. Acreditamos na recuperação do varejo de vestuário no Brasil e, consequentemente, na carteira de pedidos da Pettenati, bem como nos seus resultados via crescimento de receita e diluição dos custos fixos. 

Créditos:

todas informações originais desse poste pertencem a Suno Research e você pode encontra muito maus informações nesse link Aqui

Quer dar outra direção na sua situação atual? Aprender a investir de verdade para gerar renda passiva e aproveitar a liberdade que ela vai te gerar! O seu lugar é aqui! ►Verificar Número de vagas disponíveis.

About the author

Jocelio

Add Comment

Click here to post a comment